“Peles não dão ataques cardíacos”. A vida com menos 50kgs.

“Peles não dão ataques cardíacos” é a frase que tenho repetido mais ultimamente. E porquê?

Fiz um bypass gástrico no dia 7 de janeiro deste ano e já perdi mais de 50 kgs. No dia da cirurgia pesava 133kg e 600 gramas mas tenho noção que antes disso o ponteiro da balança já tinha visitado os 140. Hoje peso 81 kg e 600 gramas. Parece mentira.

Quem me conhece bem sabe que tenho pavor a tudo o que esteja relacionado com medicina.  Não estão a imaginar o meu pavor a hospitais, a médicos e a agulhas.

O certo é que me mentalizei… fiz as análises necessárias e todos os exames, inclusive uma endoscopia sem sedação (que nunca pensei ser capaz), e o dia da cirurgia chegou!

Fui para aquela sala de operações em pânico mas certa que não ia pensar sequer em desistir. Era a minha saúde e a minha qualidade de vida em jogo. Desistir nunca foi opção.

Com a perda de peso, veio o excesso de pele na barriga, nos braços, nas pernocas e não está bonito. O bom é que não me incomoda demasiado. O que me incomodava demasiado era estar doente e viver com dores.

Faço musculação desde os 2 meses de cirurgia e quando executo os exercícios, no espelho lá aparecem elas. Apesar dos olhares curiosos não sinto vergonha. Não sinto vergonha porque aquelas peles são a prova da minha luta e do meu esforço.

Não pensei que lidasse tão bem com elas (sou sincera). A maioria dos olhares não são de nojo, não são desagradáveis (como eu esperava que fossem)… são apenas olhares curiosos. Às vezes dá vontade de explicar o que aconteceu até aos desconhecidos.

Como eu costumo dizer, o excesso de pele não origina ataques cardíacos. A obesidade sim! E eu vivia com medo que um dia destes o meu corpo chegasse ao limite e não aguentasse.

A vida com menos 50 kgs é uma vida mais leve. É acordar e não ter dores ao colocar os pés no chão. É poder virar-me na cama sem dificuldade. É poder passear no shopping mais de 30 minutos sem ter dores insuportáveis nos pés, nas pernas e nas costas. É subir umas escadas sem dor no peito e ficar ofegante É poder trabalhar sem estar dependente de analgésicos e não desesperar com dores.  É entrar numa loja e não ter que ir à secção “Plus Size”. É poder apertar umas sandálias sozinha. É poder cruzar a perna. É conseguir correr. É conseguir carregar as compras do carro até casa. É conseguir apertar, sem dificuldade, o cinto no avião. É dormir melhor. É ver na tua sombra uma silhueta mais normal. É poder sentar-me numa esplanada sem ter medo que a cadeira parta. É o melhor que me podia ter acontecido.

Ao contrário de muitos que passam por uma cirurgia bariátrica, o processo de aceitação do que vejo ao espelho tem sido fácil. Muitos não se reconhecem e acabam depressivos e angustiados. Eu sinto que sou mais eu e isso deixa-me profundamente feliz e grata.

Grata por conseguir levar uma vida mais normal, mais independente e com menos dores. Ter um dia sem que nada me doa é incrível.

Deus permita que nunca me esqueça do peso que tive, das dificuldades por que passei por ser obesa. Vejo aí muito boa gente que se esquece que foi gorda e faz comentários desnecessários a quem ainda não teve a oportunidade de tratar deste problema.

A esses gordinhos, sintam-se abraçados e apoiados por mim. Nós sabemos que ninguém é gordo porque quer e quão triste é estar preso a um corpo que não nos pertence.

Quando acordei da cirurgia senti-me muito debilitada e com dores terríveis no abdómen. O meu primeiro pensamento foi: que bom! Já está! Mas não me apanham aqui para as cirurgias plásticas! Livra!

Hoje, a minha opinião mudou e tenho-vos a dizer que irei até ao fim da luta. Darei o corpo às balas e além de mais saudável,  um dia terei um corpo mais bonito.

Obrigada a quem não desistiu de mim e ao Dr. Washington Costa que mudou a minha vida.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s